Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Cultura
BRADAMUNDO

Publicado em 05/03/2020 às 13:55 - Atualizado em 05/03/2020 às 13:57

Entre os dias 21 a 26 de fevereiro de 2020, Santa Rosa do Sul sediou um dos maiores festivais multiculturais acontecidos do país, o chamado BRADAMUNDO.

 

O BRADAMUNDO nada mais é do que a junção de dois sonhos entre duas equipes especializadas em eventos (Casa Colher de Chá e Festival Revirada) com uma vontade imensa de fazer um festival de alto calibre. A casa Colher de Chá que é referência em Içara, Criciúma e região, é uma das maiores casas noturnas atuais, e uma das que mais apoia a cena independente local e regional, trazendo os mais diversos artistas (nacionais e internacionais) para alegria do seu público, isso junto do apoio do festival Revirada, que nada mais é também que um Festival Multicultural Independente de Ano Novo e Colônia de Férias que acontece na virada do ano na cidade de São Francisco do Sul, SC.

 

O festival BRADAMUNDO teve este ano como o seu ano de inauguração, com sua primeira edição, mas que já surpreendeu a todos pela sua tamanha proporção, por já ter “nascido” em alto calibre, tanto em estrutura quanto em programação e Line-up. O Parque Municipal de Eventos de Santa Rosa do Sul (local onde ocorre hoje a festa da cidade chamada Polvilhana) foi o local escolhido para sediar esse lindo festival, que trouxe diversas ampliações de uso para o espaço, e que contribuiu para a expansão de popularidade da cidade. O local comportou mais de 2.500 (duas mil e quinhentas) pessoas que giraram durante os 6 dias de festival, e centenas de acampantes que ali ficaram por dias acolhidos e agrupados entre amigos, como se estivessem em casa.

 

O BRADAMUNDO foi criado com a intenção de querer expressar uma possível forma de vida alternativa, buscando sempre a harmonização da convivência em conjunto, de forma consciente e respeitosa ao meio ambiente. O festival dispôs de diversas atividades em sua programação para que os participantes tivessem durante todo o dia atividades para realizar, tanto no local, quanto nas cidades vizinhas com excursões para as praias e serras da região que nos cercam. Dentro do próprio espaço de campo do parque aconteceram atividades como a dança, o teatro, cinema, artesanato, tenda de cura (reiki, talking, roda de conversa), pintura corporal, pratica de esportes, jam’s, campings, shows nacionais e internacionais e muitos outros, além de dispor de toda a infraestrutura do local com cozinha comunitária, refeitório, lanchonete, bancos para alimentação e descanso, áreas arborizadas, banheiros e toda a parte coberta para os shows do evento.

 

O Line-up que não poderia deixar de ser citado, veio grandioso e cheio de surpresas, com bandas de auto nível do mercado brasileiro, muitas até reconhecidas mundialmente, além de apresentações estrangeiras que acrescentam na musicalidade do país, isso tudo junto de muita música catarinense, com cerca de mais de 50% do festival com bandas de Santa Catarina. O festival priorizou muito a música regional, dando espaço para muitas bandas da cena do sul do estado que se destacam por suas performances e materiais dispostos nas plataformas.

 

 A cidade de Santa Rosa do Sul não poderia deixar de descrever e agradecer a esse evento que foi maravilhoso, grandioso, respeitoso e acima de tudo, importantíssimo para o município, que nunca foi tão citado e mencionado nos principais portais noticiários a nível estadual e nacional como agora. OBRIGADO BRADAMUNDO!

 

Fotos pelos artistas:

Juli Marques; Jonathan Sacarabelot; Gustavo Zanfra; Suelen Grimes; Guilherme W. Rocha; Jordane Câmara; Luiz Paulo Gomes e Marina Réus.

 

LINE UP DO FESTIVAL

 

  • Bixiga 70 e Luiza Lian (SP)
  • Potyguara Bardo (RN)
  • Braza (RJ)
  • Ekena (SP)
  • Francisco El Hombre (SP)
  • Bloco da Laje (RS)
  • Cuatro Pesos de Propina (URU)
  • Terno Rei (SP)
  • El Efecto (RJ)
  • Terra Celta (PR)
  • Estevan Tavares (RS)
  • Luisa e os Alquimistas (RN)
  • Mulamba (PR)
  • Cores de Aidê (SC)
  • Machete Bomb (PR)
  • Dandara Manoela (SC)
  • Eli Almic (URU)
  • Muñoz (SC)
  • Bananeira Brass Band (PR)
  • Ponto Nulo no Céu (SC)
  • Disaster Cities (SP)
  • Aminoácido (PR) + Sala de Estar
  • Los Desterros (SC)
  • Irmão Victor (RS) + Exclusive e os Cabides (SC)
  • Napkin (SC)
  • Apicultores Clandestinos (SC)
  • O Mundo Analógico (SC)
  • Melánge de Culture (ARG)
  • Oros Boros (SC)
  • Orquidália (SC)
  • Mar de Marte + Quarto Ácido (RS)
  • Vlad V + Máquina Seca (SC)
  • Versa (SC)
  • Lolly (SC)
  • Jesus Luhcas (MA)
  • Carolino (SC)
  • Barba Rala (SC)
  • Vila Samaria (SC)
  • Raizá (SC)
  • Elton Jones (SC)
  • Banda Oito (SC)
  • Balthazar (SC)
  • Marcelo Gomes (SC)
  • Poliana Peres (SC)
  • Encosto + Holotrópica (SC)

Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar